Novo edital busca fomentar a pesquisa, o desenvolvimento e a inovação em projetos que envolvam risco tecnológico e contribuam com ações inovadoras para o SUS

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) em parceria com os Ministérios da Saúde (MS), da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMDFH) lançaram no dia 2 de setembro, um edital de Tecnologia Assistiva no valor de R$ 40 milhões.

Com o objetivo de fomentar a pesquisa, o desenvolvimento em projetos que envolvam risco tecnológico e contribuam com ações inovadoras para o SUS, espera-se também promover a independência, autonomia, inclusão social e melhoria da qualidade de vida de idosos e de pessoas com deficiência e mobilidade reduzida.

Segundo Alberto Dantas, diretor de Inovação da Finep, serão apoiadas propostas em cinco linhas temáticas: auxílio para o desempenho autônomo diário e laboral da pessoa com deficiência e idosos; auxílio para ampliação da habilidade visual, auditiva e que promova o desenvolvimento intelectual para pessoas com deficiência; órteses, próteses e meios auxiliares de locomoção; habilitação e reabilitação; e soluções inovadoras para atualização das tecnologias assistivas no SUS.

A parceria que também faz parte de um acordo de cooperação com o Instituto General Villas Bôas (IGVB), aposta na união de forças para apoiar a inovação tecnológica como forma de desenvolver tecnologia assistiva (TA), buscar investimentos e fazer com que novos itens cheguem a quem precisa deles para viver com mais conforto, dignidade e se manter produtivo.

Durante o evento, Marcos Pontes ressaltou que os temas Doenças Raras e Tecnologia Assistiva estão entre os projetos prioritários do MCTI, e destacou a influência da ciência e capacidade dos pesquisadores no desenvolvimento de soluções para deficientes.

Edital MCTI/Finep

Serão apoiados produtos, equipamentos, dispositivos, recursos, metodologias, estratégias, práticas e serviços que promovam a funcionalidade relacionada à atividade e à participação de pessoas com algum tipo de deficiência no seu cotidiano.

R$ 30 milhões serão aplicados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT), além de uma previsão de aporte de R$ 10 milhões oriundos do Fundo Nacional de Saúde (FNS), esse, ainda em fase final de tramitação. O valor mínimo a ser concedido é de R$ 500 mil podendo alcançar R$ 3 milhões.

São passíveis de financiamento projetos com nível de maturação TRL 3, que é o estágio entre a pesquisa básica e a pesquisa aplicada, com testes laboratoriais, prova de conceito e protótipo, com proposta de chegar ao nível TRL 7, que é a fase de demonstração, com protótipo analisado em ambiente operacional.

O Formulário eletrônico para apresentação de propostas (FAP), ficará disponível no site da www.finep.gov.br até às 17h do dia 18 de setembro. A divulgação do resultado final está prevista para 10 de dezembro.

Soluções inovadoras e políticas de fomento a tecnologia assistiva são grandes aliadas no processo de inclusão e melhoria de qualidade na vida de pessoas com deficiência.

Como empresa especializada na gestão estratégica da inovação, a GAC Brasil compreende a importância e apoia o desenvolvimento de soluções, e aplicação de novas inovações tecnológicas assistivas.

Entre em contato conosco para saber como garantir recursos e desenvolver o seu projeto inovador!

Nossos canais:

E-mail contato@group-gac.com.br

Telefone (11) 4858-9350 e WhatsApp (11) 99221-9019.