10 tendências globais que toda empresa deveria ficar de olho para os próximos 15 anos

Veja como avanços tecnológicos e transformações sociais devem afetar o futuro do humano, do consumo e do dinheiro

Por muito tempo temia-se o avanço tecnológico e não tínhamos a noção de onde poderíamos chegar. O mundo passou por muitas mudanças radicais e tendências revolucionarias passaram a determinar o ritmo do mercado.

A aceleração constante de inovação e tecnologia permitiu que pessoas, em alguns países, por exemplo, já utilizem impressão 3D, programem uma geladeira para disparar pedidos de compras para alimentos que estão em falta, pedalem pelo sul da França num cenário gerado por realidade aumentada sem sair de casa, façam pagamentos em tempo real em plataformas de mensagem ou por QR Code.

Para gerar uma discussão e alimentar o debate sobre o tema, Erico Fileno, diretor Executivo de Inovação da Visa, compartilhou 10 tendências globais levantadas pela Visa que podem impactar globalmente as relações pessoais e comerciais nos próximos 15 anos, com base em três pilares: o futuro do humano, do consumo e do dinheiro.

Confira 10 tendências globais que toda empresa deveria ficar de olho para os próximos 15 anos

1. Identidade cada vez mais fluida

Se antes as identidades individuais eram determinadas por fatores externos, como nacionalidade, gênero e/ou até mesmo crenças, o conceito de modernidade líquida defendido por Zygmunt Bauman diluiu toda a noção de identidade, tornando-a fluida.

Termos como “identidade líquida” e “gêneros fluidos” estão cada vez mais presentes no nosso dia a dia. Graças a conquistas recentes da comunidade LGBTQIA+ e reivindicações por direitos de equidades, evoluímos em temas como diversidade tanto na sociedade quanto nas empresas. Para se ter uma ideia, tem rede social, por exemplo, que possui mais de 70 opções de identidade de gênero para o usuário escolher.

2. Por um mundo com mais propósito

A pandemia da Covid-19 trouxe reflexões sobre a sociedade e o planeta. Como resultado, órgãos, empresas e governos ajustaram sua conduta e passaram a solucionar problemáticas globais como desigualdade racial, emissão de gases poluentes, desperdício de alimentos, escassez de água, assédio moral e sexual. Podemos destacar movimentos como Black Lives Matter e #metoo importantes conquistas nesse cenário.

3. Flexibilidade no trabalho e vida nômade

O nomadismo digital tornou-se uma grande tendência com a necessidade do isolamento social por conta da pandemia de coronavírus. Modelos híbridos ganharam força em diversas empresas como um meio de garantir o bem-estar das pessoas e adequar a rotina para os desejos da Geração Z.

De acordo com relatório de tendência realizado pela Euromonitor International, no momento pós-pandemia, as pessoas buscarão cada vez mais lugares ao ar livre, seja para lazer ou para trabalho.

4. Bem-estar acima de tudo

A busca por abordagens para garantir o bem-estar se tornou uma prioridade. A cada dia mais as pessoas favorecem qualidade de vida, desenvolvimento pessoal e equilíbrio emocional. Como grande aliado nessa direção, temos a tecnologia, para possibilitar experiências mais convenientes, aproximando as pessoas, gerando novas conexões e nos transportando para novas realidades.

5. Novas conexões, novos relacionamentos

As redes sociais ganharam tanto poder, a ponto de transformar a maneira como nos comportamos e nos relacionamos, e causar grande impacto social e cultural. Com a influência das plataformas sociais, passamos a criar personas diferentes de acordo com cada ambiente digital, multiplicando nossos perfis e conexões.

6. Metaverse e a expansão do universo

As fronteiras entre o mundo físico e digital foram derrubadas graças as ferramentas de Inteligência Artificial e realidade aumentada. Através destas experiências imersivas e disruptivas é possível, por exemplo, se beneficiar do conceito metaverse, o qual consiste em promover a interação de diversas pessoas em um ambiente virtual com experiências em 3D que se confundem com a realidade.

7. Conveniência em primeiro lugar

A experiência de compra passou por uma grande transformação, e, entre suas principais mudanças, dois conceitos ganham destaque: a necessidade de conveniência e segurança do uso de dados, tanto no ambiente online quanto no offline.

As novas tecnologias estão transformando nosso jeito de comprar e adquirir produtos e serviços. A experiência de compra em redes sociais, os meios de pagamentos sem fricção, a inteligência que prevê o comportamento do consumidor a partir do uso de dados, são apenas alguns exemplos dessa revolução que já estamos vivendo

8. Comércio ubíquo

Já imaginou que, num futuro breve, em vez de comprar, por exemplo, peças para montar um protótipo (MVP), você poderá imprimir os itens com sua impressora 3D? Isto porque o custo de impressoras 3D tem barateado e é possível até pagar parcelado. Com este conceito, é possível realizar a convergência total dos modelos de comércio virtual existentes, eliminando uma série de etapas no processo de compra e permitindo, inclusive, que o cliente crie o seu próprio produto e consumo.

9. Consumo consciente

O consumo atrelado a valores e ética é uma tendência global que começa a ter impacto no Brasil. Carbono zero tem sido o tema de instensas discussões em todo o mundo, com a ONU e o Painel de mudanças climáticas emitindo relatórios, alertas e procurando estabelecer metas para governos e populações reduzirem a emissão de carbono em suas operações, assim como realizando Campanhas para promover hábitos sustentáveis. É um dever de todos o compromisso com as mudanças nos hábitos de consumo.

10. A desmaterialização do dinheiro

Neste momento de pandemia, em que estamos muito mais cuidadosos, estamos presenciando cada vez mais a desmaterialização do dinheiro e os meios de pagamento estão passando por uma grande transformação. Na Visa, definiram tal transformação como a ‘desconstrução’ do plástico, numa referência aos cartões de crédito e débito neste material.

O que era identificado como algo físico virou uma credencial de pagamento digital, que permite transações mais rápidas, seguras e convenientes. O avanço das carteiras digitais, criptomoedas e pagamentos em tempo real são um sinal da evolução constante da indústria de pagamentos, turbinada por soluções disruptivas oferecidas por fintechs e bancos digitais.

Não temos noção de onde chegaremos com o avanço da tecnologia, mas precisamos estar preparados.

O que você achou destas 10 tendências globais que toda empresa deveria ficar de olho para os próximos 15 anos ?

A sua empresa está pronta para a revolução?