Os três tipos de inovação de Clayton Christensen

Inovação disruptiva – o criador do conceito, Clayton Christensen, professor da Universidade de Harvard (EUA), falecido na sexta, 24/01, deixou um legado de conhecimento, não só para as empresas, como também para nações. Christensen entende que existem três tipos de inovação:

– A “inovação criadora de mercado” que provoca algum aumento de eficiência [mas não o bastante para provocar ou sustentar crescimento];

– A “inovação de sustentação”. Ela melhora produtos que já eram bons, mas não geram crescimento novo;

– A “inovação de eficiência”, faz mais com menos [e o capital economizado nem sempre é investido em pesquisa e desenvolvimento].

Em entrevista para a Revista Época Negócios, o autor apresenta seu último livro, “The Prosperity Paradox – How Innovation can Lift Nations Out of Poverty”.

É uma visão de como as Nações podem usar seus recursos materiais e imateriais para inovarem e saírem da pobreza e subdesenvolvimento.

No site da revista, é possível ler o capítulo 9: https://lnkd.in/eHSmPb4.

Os três tipos de inovação de Clayton Christensen e as práticas do mercado

Voltando ao mundo corporativo, se uma empresa quer se posicionar como inovadora, acreditamos ser necessário que esta passe por uma avaliação profunda.

O diagnóstico mostrará desde a presença e importância dos ativos não financeiros, até como a empresa reage frente a lógica de mercado e tecnologias disruptivas, como digitalização e automação.

Para entender completamente o cenário competitivo e a dinâmica, as possibilidades e as ameaças para o nosso cliente, entendemos que é imperativo analisar todos os principais fatores das situações externas e internas. Denominamos essa abordagem de análise de 360 ​​°.

A análise da inovação resulta em dados-chave tangíveis que podem ser usados ​​para modelar ou remodelar os negócios, a estratégia geral e os projetos de mudança e transformação relacionados.

A GAC Brasil conhece profundamente as questões que envolvem a gestão estratégica da inovação. Por isso utiliza uma ferramenta única que avalia a eficácia de sua estratégia de inovação, além de recomendar métricas táticas e operacionais para ajudá-lo (a) a executar com mais segurança seus projetos.

Marco Regulatório das Startups está em tramitação no Congresso Nacional

O projeto de lei complementar do Marco Regulatório das Startups está sendo analisado em comissão especial da Câmara.

A regulação é uma forma de ajudar os novos empreendedores, diminuindo a burocracia e facilitando a formação de novas empresas.

A proposta é criar a Sociedade Anônima Simplificada (SAS), um novo tipo de sociedade para emitir títulos mobiliários conversíveis em capital social.

Também se discute criar o Inova Simples, que isenta essas empresas de uma série de taxas e custos.

Discussão na Câmara

O PL deve ser enviado pelo Executivo ao Congresso até fevereiro, após dois anos de discussão.

As mudanças serão benéficas para o mercado, que sentirá uma melhoria no ambiente de negócios, pela redução da burocracia e aumento das garantias jurídicas.

Entre outras alterações, se aprovado, o PL promoverá a proteção do patrimônio do investidor, que se torna acionista e não mais sócio da empresa.

O Brasil tem hoje o ambiente mais promissor de startups, com + de 12 mil startups funcionando.

Foram cerca de R$ 10 bilhões investidos neste ecossistema, por meio da iniciativa privada, principalmente, apenas em 2019.

GAC Brasil atua com Inovação aberta

Trouxemos para o país uma metodologia internacional para a constituição de ecossistemas de startups para os clientes. Podemos assessorá-los a expandir o modelo de inovação atual, promovendo:

Mudança de Cultura da Organização: transformação para a empresa pensar como uma organização empreendedora, de modo a ser capaz de estar sempre preocupada em achar fontes de crescimento no longo prazo.

– Inovação Contínua: introdução de um ou mais processos de inovação via startups, alinhados com a estratégia corporativa.

São três formas:

  • Intra Startups: promover a criação de uma startup desenvolvida pelos seus colaboradores internos.
  • Startup Development: estimular a criação de startup externo (e adquiri-lo se for bem-sucedido), a partir de prioridades definidas pela empresa e orientação de especialistas da corporação.
  • Startup Matching: identificação e aquisição de startup externo já constituído, cujas atividades estão alinhadas com a estratégia de negócios da empresa. Identificamos oportunidades em uma base mundial com mais de 3 milhões de startups cadastradas mundialmente.

Saiba + sobre estratégia da inovação, gestão da inovação, incentivos fiscais (fomento) e financiamento!

Mais verbas para a inovação das indústrias brasileiras

A Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) recebeu mais verbas para financiar e desenvolver a inovação das indústrias brasileiras.

São R$ 80 milhões do Ministério da Educação (MEC) e há expectativa de novo aporte durante este ano.

O recurso será direcionado para financiar e desenvolver mais projetos de inovação com os centros de pesquisa cadastrados, uma vez que está aberto o credenciamento de universidades e institutos federais como novas unidades Embrapii.

A Embrapii beneficia empresas industriais com um projeto avaliado como inovador. O desenvolvimento do projeto pode ser feito em uma das 42 unidades credenciadas pela instituição, até o momento.

Na seleção pela entidade, são analisadas questões como viabilidade técnica e interesse do mercado. Importante saber que a qualquer momento a sua empresa pode realizar projetos, sem esperar um edital. 

Após a aprovação a Embrapii é responsável por até um terço do investimento (recursos não reembolsáveis).

Os demais recursos para a execução são negociados entre a unidade credenciada para executar o projeto e as empresas contratantes do mesmo.

Além desse investimento, a estatal conseguiu, por emenda, prever R$ 47 milhões na lei orçamentária de 2020, e aguarda a entrada em caixa. https://embrapii.org.br

Importância da inovação

É importante assimilar como a inovação pode impactar positivamente no aumento da competitividade de seu negócio, tanto em termos de diferenciação em seu segmento, quanto através do aumento de produtividade e redução de custos.

Como obter recursos para inovação?

Atuamos no auxílio da obtenção de linhas nacionais de recursos para inovação como FINEP, BNDES, FAPESP, CNPq, Desenvolve SP e com linhas internacionais como o Horizon 2020, acordos bilaterais entre países e outras linhas setoriais internacionais.

Cada etapa depende de um detalhado diagnóstico que envolve planejamento estratégico financeiro, análise do tipo de investimento e uma estratégia específica.

Se quiser mais informações, a GAC pode lhe ajudar! Fale conosco e saiba mais.

CES 2020 é o maior evento de tecnologia do mundo

Trazendo novidades surpreendes, a CES 2020 termina hoje em Las Vegas (EUA) e oferece uma mostra de como pode ser o futuro imediato.A CES 2020 é o maior evento de tecnologia do mundo e reúne a nata da tecnologia do mundo.

O acontecimento lançou produtos e serviços que podem se tornar referência (ou não!).

O mercado irá indicar ao longo dos próximos meses quais lançamentos serão um sucesso.

Grandes temas como 5G, inteligência artificial, realidade aumentada e virtual, robótica, cidades inteligentes, casa conectada e outros marcaram o evento.

Direcionado para profissionais da área, empresas, acionistas e empreendedores, reúne cerca de 50 mil visitantes de todo o mundo.

Nos inúmeros fóruns e palestras, discussões sobre formas de inovar, privacidade e segurança estiveram em pauta.

Destacamos lançamentos que prometem mudar suas indústrias:

– O “carro voador”, de decolagem vertical, com motor elétrico, da Hyundai, atinge a velocidade de 290 km/h e uma altitude de 300 metros. Tem capacidade para transportar cinco pessoas, autonomia de viagens de 100 km.
Previsto para entrar em funcionamento nos Estados Unidos em 2023. Veja o vídeo neste post.

– Teclado invisível, o SelfieType, da Samsung. O usuário pode digitar em qualquer superfície plana, que automaticamente se torna um teclado.

Uma inteligência artificial na câmera dos smartphones e tablets mapeia a mão do usuário e detecta quais teclas são apertadas para digitar a mensagem. Sem data de lançamento ainda.

– O FaceMe, um sistema para identificar a idade, o sexo e o estado emocional das pessoas, para lhes mostrar publicidade personalizada.

– Ocean, o carro vegano! Além do teto feito com painéis solares com energia para rodar até 625 Km em um ano, todos os revestimentos na cabine são materiais reciclados, como plásticos, borrachas, tecidos e até redes de pesca abandonadas, retiradas dos oceanos – fato que inspirou o seu nome.

Na GAC Brasil, acompanhamos os lançamentos inovadores do mercado nacional e internacional, para termos as melhores referências no assessment junto aos clientes.

Fontes: BBC/Estadão/Seu Dinheiro/CES2020/Revista AutoEsporte/BBC/PropMark/IstoéDinheiro.

A nova Lei de Informática, Lei 13.969 de 2019, foi sancionada pelo Governo no dia 30/12

Você sabia que é possível sua empresa ter um espaço de PD&I mantido com renúncia fiscal? Basta usar a nova Lei de Informática! 

Isto porque o incentivo é parte da nova Lei de Informática, n°13.969 de 2019, sancionada pelo Governo no último dia 26 de dezembro.

Para se beneficiar com esta Lei a empresa deve investir em PD&I, anualmente, 5% de seu faturamento bruto no mercado interno.

E direcionar até 20% desse valor na implantação, ampliação ou modernização de infraestrutura física e de laboratório de pesquisa de Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT).

A companhia deverá apresentar, trimestralmente, ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Informação (MCTIC) uma declaração sobre os investimentos feitos em PD&I, o valor do crédito com a memória de cálculo e o seu faturamento bruto.

Esta legislação substitui a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) por créditos tributários sobre Imposto de Renda (IR) e Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL).

Anunciamos a mudança aqui.

A validade das novas regras é até 31 de dezembro de 2029. Em conclusão, acredita-se que a nova Lei de Informática facilitará a retomada e manutenção dos investimentos e a consolidação do parque industrial brasileiro de tecnologia.

Link direto da Lei http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2019/lei/L13969.htm

Nossa abordagem

A metodologia aplicada pela GAC Brasil baseia-se em quatro elementos-chave a serem considerados por uma organização para inovar consistentemente: Cultura, Estratégia, Processos e Recursos. Estes quatro elementos asseguram uma Gestão efetiva do processo de Inovação para a empresa.

Nossa metodologia é desenvolvida em três fases: diagnosticar a situação atual da empresa em relação à inovação; implantar ferramentas
e processos capazes de criar as condições internas para a gestão estratégica da inovação; desenvolver os indicadores e acompanhamento do novo processo de inovação para assegurar a geração de valor.

Nos acompanhe e saiba mais sobre estratégia da inovação, gestão da inovação e incentivos fiscais (fomento) e funding!

#GACGROUP #Brasil #consultoria #estrategia #inovacao #tecnologia #leideinformatica #OMC #incentivosfiscais

Potencializar os resultados através de uma estratégia de tecnologia e inovação alinhada à estratégia competitiva da empresa;

Cumprindo o prazo determinado pela Organização Mundial do Comércio, a nova Lei de Informática, Lei 13.969 de 2019, foi sancionada pelo Governo no dia 30/12, estabelecendo um novo modelo de incentivos fiscais para empresas de tecnologia da informação e comunicação (TIC) e os investimentos em Pesquisa e Desenvolvimento e Inovação (P&D) desse setor.

A legislação substitui a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) em vigor anteriormente e que havia sido alvo de questionamentos pela OMC, por créditos tributários sobre Imposto de Renda (IR) e Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), com base no total que a empresa investir em P&D a cada trimestre.

Se beneficiam com a medida os fabricantes e desenvolvedores de componentes eletrônicos (chips, por exemplo), equipamentos e máquinas (exceto áudio e vídeo), programas para computador e serviços técnicos especializados.

A avaliação e a aprovação do projeto são de responsabilidade dos ministérios da Economia (ME) e de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

A Lei será válida até dezembro de 2029.

O mercado de TICs como um todo, incluindo software, serviços e hardware, deverá crescer 4,9% no País em 2020. Por isso, a importância de conhecer e usar a Lei de Informática para aproveitar as oportunidades neste setor.

Quais são os sete motivos que a GAC Brasil entende como necessidade para inovar?
  • Potencializar os resultados através de uma estratégia de tecnologia e inovação alinhada à estratégia competitiva da empresa;
  • Impulsionar a inovação através de programa efetivo de geração de ideias;
  • Potencializar a utilização das competências internas através de um processo de Seleção, Avaliação e Priorização estratégica de projetos de inovação;
  • Melhorar os resultados através de uma metodologia ágil e diferenciada para a gestão de projetos de inovação;
  • Alavancar os seus resultados inserindo a sua empresa no Ecossistema Nacional de Inovação;
  • Aumentar o engajamento das pessoas através do desenvolvimento de uma Cultura da Inovação.

Fique por dentro dos temas sobre estratégia da inovação, gestão da inovação e incentivos fiscais (fomento) e financiamento!