Acordo entre BNDES e Embrapii planeja movimentar até R$ 510 milhões em tecnologia e inovação

Estimativa é que acordo agregue investimentos totais em PD&I a partir de financiamento privado

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) assinaram acordo que destina R$ 170 milhões a projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) de empresas nacionais. O anúncio foi feito durante a COP26.

Serão contempladas com o investimento do BNDES, de forma preferencial, as áreas de sustentabilidade, transformação digital e novas tecnologias para o Sistema Único de Saúde (SUS). A estimativa é que o acordo promova até R$ 510 milhões em investimentos totais em PD&I a partir de financiamento privado à EMBRAPII.

A participação dos recursos do BNDES nos projetos poderá chegar a 50% e não será reembolsável, ou seja, o valor não funcionará como um empréstimo. No caso das grandes empresas (receita anual superior a R$ 90 milhões), a participação será de até 33%. O restante dos recursos será aportado pelas Unidades Embrapii e empresas privadas que participarão do projeto.

Projetos que envolvam empresas da região Norte ou tenham como estudos o bioma da Floresta Amazônica de forma sustentável e inovadora terão tratamento diferenciado na disponibilização dos valores.

A parceria ainda pretende contar com participação de startups para aumentar a gama de produtos oferecidos, o que poderá beneficiar setores econômicos.

Projetos elegíveis

A iniciativa prevê o apoio a projetos de inovação tecnológica aplicada à agricultura, saúde, cidades inteligentes e indústria, tais como automação, IoT, robótica, inteligência artificial e blockchain, além de soluções aplicadas a plataformas de hardware, para o desenvolvimento das tecnologias de 5G, por exemplo.

Serão também elegíveis projetos que promovam a recuperação, reuso e reciclagem de insumos em processos produtivos de empresas, assim como aqueles que desenvolvam materiais metálicos e químicos, por meio de matérias-primas limpas e renováveis, e novos biocombustíveis.

Para atender às demandas do sistema de saúde do país, serão apoiados projetos de elaboração de medicamentos e insumos farmacêuticos ativos, biofármacos, vacinas e kits de diagnóstico, e de tecnologias estratégicas.O desenvolvimento de tecnologias estratégicas para o setor de defesa também será contemplado.

Fonte: IG

Como consultoria especializada, a G.A.C. Brasil ajuda a sua empresa a aproveitar ao máximo os benefícios destinados ao fomento da inovação.

Entre em contato conosco e aproveite para conhecer os serviços disponíveis para a sua empresa, e aumentar o seu potencial inovador:

Nossos canais:

WhatsApp (11) 9-9221-9019 área comercial.

E-mail: contato@group-gac.com.br

Telefone: (11) 4858-9350 – escritório central em São Paulo, capital.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email

Artigos em Relacionamento

Ribeirão Preto: R$ 381,8 milhões em projetos de estrutura e inovação

Recursos devem ser utilizados no prazo de 5 anos e município deve dar contrapartida de R$ 95,4 milhões Foi aprovada pela Comissão de Financiamentos Estrangeiros (Cofiex), do Ministério da Economia, a destinação de US$ 69,7 milhões da Corporação Andina de Fomento (CAF) para financiar projetos de mobilidade, inovação, meio ambiente, entre outras áreas, em Ribeirão

O que faz empresas tradicionais se transformarem em startups?

Em entrevista exclusiva ao portal de tecnologia Canaltech, executivos explicam como as empresas tradicionais se rendem à cultura das startups Uma empresa tradicional trabalha em áreas de atuação conhecidas e busca operações estáveis que geram lucros. Já uma startup atua com soluções inovadoras e escaláveis, isto é, onde o número de clientes aumenta sem que

Lançada chamada pública da Finep/MCTI para implantação de centros de inovação em todo o País

Ao todo, serão investidos R$ 50 milhões em recursos não reembolsáveis do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico A Finep, empresa pública federal vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), divulgou uma chamada pública para apoio financeiro a Centros de Inovação, situados em municípios que contam com universidades, centros de pesquisa e

pt_BRPortuguese
Rolar para cima