Brasil

BNDES, Finep e MCTI lançam o maior programa de apoio à inovação empresarial da história do país

BNDES, Finep e MCTI lançam o maior programa de apoio à inovação empresarial da história do país

Até 2026, serão alocados recursos consideráveis para apoiar empresas de todos os tamanhos, com a oferta de crédito e recursos não reembolsáveis.

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), empresa pública vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), planejam mobilizar a quantia de R$ 60 bilhões até o ano de 2026 como parte do maior programa de apoio à inovação no Brasil.

Essa iniciativa colaborativa está em sintonia com a Nova Política Industrial do Brasil, que foi aprovada em julho pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Industrial (CNDI). O programa tem como objetivo oferecer suporte a empresas de todos os tamanhos e institutos de ciência e tecnologia (ICTs), fornecendo crédito com taxas de juros a partir da Taxa Referencial (TR) mais 2%, além de recursos não reembolsáveis.

O anúncio desse programa de apoio foi feito durante o Seminário de Inovação e Desenvolvimento Tecnológico na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), na capital paulista, em 31 de agosto.

No contexto, anualmente, R$ 5 bilhões serão administrados pelo BNDES e outros R$ 5 bilhões pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT) da Finep, resultando em um total de R$ 40 bilhões em crédito ao longo dos quatro anos do programa. Adicionalmente, serão destinados R$ 20 bilhões para uso não reembolsável pela Finep.

Essa iniciativa tem como foco principal o apoio a investimentos em pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I), bem como a criação de plantas industriais pioneiras para impulsionar o avanço tecnológico do Brasil, a disseminação de tecnologia, a transformação digital e o apoio a parques tecnológicos, incubadoras e aceleradoras.

O crédito oferecido, direcionado a empresas de diferentes tamanhos, tem como objetivo estimular os investimentos privados em inovação e acelerar a digitalização da indústria. Os recursos também serão disponibilizados para institutos de ciência e tecnologia (ICTs), com a expectativa de atender a diversas demandas sociais, ambientais e climáticas por meio de uma ampla gama de iniciativas inovadoras.

O programa oferecerá condições de crédito especiais, incluindo taxas de juros a partir da TR mais 2%, um prazo de pagamento de até 16 anos, com um período de carência de até 4 anos e apoio de até 100% dos itens financiáveis.

Durante o evento, a ministra Luciana Santos destacou o potencial da parceria entre o BNDES e a Finep, enfatizando a importância de uma economia mais inovadora para a transformação social e o desenvolvimento de oportunidades de emprego.

Em resumo, esse programa representa um marco significativo na promoção da inovação e do desenvolvimento industrial no Brasil, alinhado com a Nova Política Industrial do governo federal e apoiado por taxas de juros historicamente baixas, visando impulsionar a economia e a tecnologia no país.

Fonte: MCTI

Compartilhe: