EMBRAPII destina R$ 15 milhões para inovar indústria automotiva

Projetos serão avançados com recursos do Rota 2030, Programa federal destinado ao desenvolvimento do setor automotivo no país

A Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (EMBRAPII), Organização Social ligada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), divulgou a seleção de cinco novos Institutos de Pesquisas voltados ao desenvolvimento de projetos de PD&I em parceria com a indústria automotiva nacional.

Os grupos de pesquisas selecionados serão credenciados como Unidades EMBRAPII e passarão a integrar no âmbito da Rede de Inovação em Mobilidade Rota 2030.

Ao todo, serão disponibilizados R$ 15 milhões como forma de incentivo ao desenvolvimento tecnológico e a competitividade das empresas da cadeia produtiva do setor automotivo.

A expectativa desta integração é gerar cerca de R$ 45 milhões em projetos de inovação, tendo em vista a previsão de co-investimento do setor empresarial através do modelo de atuação da EMBRAPII.

Investimento da EMBRAPII em projetos inovadores de mobilidade

Durante seis anos de atuação, a EMBRAPII já apoiou 120 empresas com o desenvolvimento de 84 projetos na área de mobilidade, somando um investimento total de R$ 97 milhões. No ano passado a organização passou a coordenar o Programa de Mobilidade do Rota 2030, Programa federal que tem como objetivo traçar linhas para o futuro da mobilidade e contribuir para a inserção global da indústria automotiva brasileira.

O programa da EMBRAPII garante recursos para a modernização da indústria e a partir do desenvolvimento de projetos de PD&I.  Além dos recursos não reembolsáveis, a EMBRAPII oferece conhecimento para que as empresas superem os desafios tecnológicos. Atualmente, a Rede de Inovação em Mobilidade Rota 2030 conta com 28 Unidades EMBRAPII.  Elas estão prontas para desenvolver soluções nas mais diversas áreas: powertrain, biocombustíveis, tecnologia da informação, ferramentaria, eletrificação entre outras.

O investimento em pesquisa, desenvolvimento e inovação é fundamental para todas as empresas que fazem parte da cadeia automotiva.

A GAC Brasil é uma consultoria especializada em fomento da inovação. Assessoramos as empresas na obtenção dos incentivos fiscais relacionados à PD&I, por meio de uma equipe especializada de alto nível.

Deseja saber como aproveitar ao máximo os benefícios destinados ao fomento da inovação e aumentar o potencial inovador da sua empresa?

Entre em contato conosco através dos nossos canais de atendimento:

E-mail: contato@group-gac.com.br

Telefone: (11) 4858-9350 e WhatsApp (11) 99221-9019

Conferência ANPEI 2020: Confira o que foi destaque no maior evento de inovação do Brasil

Conferência ANPEI 2020: confira o que foi destaque no maior evento de inovação do Brasil

Ao longo dos quatro dias, foram disponibilizados painéis com grandes players nacionais e internacionais sobre ações no ecossistema de ciência, tecnologia e inovação

A 19ª edição do evento, desta vez realizado online devido à pandemia, aconteceu entre os dias 16 e 19 de novembro e reuniu diversos representantes de empresas de todos os portes, startups, escolas e universidades, autoridades e agências do governo, hubs de inovação, centros de pesquisa e outras instituições relacionadas à inovação. Foram mais de 50 Adicionar novopalestrantes e debatedores divididos entre apresentações simultâneas, ao vivo e gravadas, além de um stand virtual que permitiu a interação entre os participantes e expositores.

Neste ano, o tema central do encontro foi Inova_Impacta_Transforma, direcionado para 3 eixos de transformação: empresas, pessoas e país.

Para esclarecer esses e outros assuntos, nomes de destaque como o Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), Marcos Pontes, o Presidente da Finep, Gen.Waldemar Barroso,  Corporate Scientist & Chief Science Advocate na 3M, Jayshree Seth; a Secretária de Desenvolvimento Econômico – Governo do Estado de São Paulo, Patricia Ellen, e o Presidente & CEO da EmbraerX e VP Innovation, Digital Transformation & New Business Development na Embraer, Daniel Moczydlower, deram tom ao evento.

As boas-vindas ficaram a cargo de Marcos Pontes; de Rafael Navarro, Presidente ANPEI & Head of Knowledge Management Braskem; Carlos Da Costa, Secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade (SEPEC), do Ministério da Economia; do Gen.Waldemar Barroso, Presidente da Finep, e de Ricardo Lima, Vice Presidente da CBMM.

Durante a cerimônia de abertura, Pontes frisou a importância da inovação na recuperação do país em meio à pandemia e as ações que foram e estão sendo executadas pelo MCTI em parceria com a Finep e o CNPq, no combate ao novo coronavírus.

Segundo o Ministro, é em momentos de dificuldades que aparece a necessidade de novas soluções e a importância das inovações buscando maior eficiência, resolução de problemas que ainda não existiam, e assim por diante. “Ao longo desse caminho, é preciso lembrar as empresas sobre a sua evolução e para que elas se posicionem de uma forma mais adequada e propícia no pós-pandemia dentro do país e da nova reorganização dos mercados internacionais”, ressaltou.

Para você que não pode acompanhar o evento, selecionamos as melhores partes:

Key Note Speaker de Abertura – “Innovating for Impact and Transformation… Lessons Learned”

A Corporate Scientist & Chief Science Advocate na 3M, Dr. Jayshree Seth, abriu o evento com uma provocação sobre as mudanças no mundo VUCA e uma proposta de releitura da sigla. Além disso, compartilhou sua história na 3M, expôs sua opinião sobre a importância da inovação nas empresas e apresentou uma pesquisa sobre como o mundo e, em particular os brasileiros, veem a ciência.

“Da ideia ao mercado: a Finep e os instrumentos para fomento à inovação”

Neste painel, o diretor da Finep, Alberto Dantas, e os superintendentes Paulo Roberto Costa, Mauricio Syrio, Newton Hamatsu e Rodrigo Secioso abordaram a atuação da Finep na cadeia de inovação e apresentaram as diferentes linhas de financiamento voltadas ao impulsionamento de projetos estratégicos científico-tecnológicos.

Entre suas iniciativas apresentadas, estão:

  • Atuação junto com as universidades por meio do crédito não reembolsável, apoiando as empresas em sua fase inicial através de programas como o Centelha e Tecnova, além de suporte às infraestruturas laboratoriais das universidades.
  • Apoio a startups por meio de investimentos e chamadas públicas.
  • Instrumentos de reembolsáveis diretos e indiretos.

Os investimentos da FINEP chegam a alcançar R$ 10 milhões em verbas individuais direcionadas a um projeto para o fomento da inovação. Uma rede de 21 mil agentes descentralizados colabora na cobertura nacional para que projetos importantes de inovação possam ter visibilidade. Em relação ao combate ao Covid-19, foram R$ 300 mil investidos até o momento, inclusive com o desenvolvimento de duas vacinas genuinamente nacionais, assim como testes de diagnósticos. Para o crédito direcionado às empresas que desenvolvem produtos e serviços no combate ao Covid-19, são R$ 600 milhões disponíveis e prazos longos de até 12 anos de pagamento. A Finep atua em muitas frentes além da saúde, como agronegócio e biocombustíveis e tem desempenhado um papel essencial no fomento da inovação no Brasil.

Eixo País – Foco Nacional

O primeiro painel apresentado ao vivo, contou com a participação de Carlos Américo Pacheco, Diretor-Presidente do Conselho Técnico Administrativo – Fapesp, Paulo Gandolfi, Vice Presidente ANPEI & Diretor de Operações de P&D e Inovação 3M América Latina, e Ana Torkomian, Professora titular do Departamento de Engenharia de Produção – UFSCar.

A discussão sobre os propósitos e as questões relevantes à agenda da inovação na sociedade brasileira, levantou 3 questões: Como mensurar o impacto das políticas da inovação na vida dos cidadãos, na competitividade das empresas e do país? Quais os resultados das atuais políticas e instrumentos de fomento à pesquisa e desenvolvimento no Brasil? O que podemos melhorar para alcançamos rapidamente melhores posições nos rankings internacionais de inovação e competitividade?

Gandolfi apresentou um estudo que contou com a participação de Durval Garcia, Gerente de Inovação na GAC Brasil. Os indicadores divulgados permitem a ANPEI e associados aferirem seus resultados de inovação em comparação com as demais empresas no Brasil e no mundo, além de monitorar e aperfeiçoar as políticas que fortaleçam o ecossistema nacional de inovação, e apoiar a identificação das melhores práticas empresariais e novas ações de políticas públicas de padrão internacional.

Gandolfi destacou ainda o papel da ANPEI como interlocutora entre os diferentes atores do ecossistema de inovação, assim como o de fomentar e elaborar planos para a política nacional de inovação. Também ressaltou o andamento da organização de indicadores de inovação para ajudarem a balizar as discussões com as empresas, Governo e demais atores.

Já o IPEA mostrou dados de pesquisa sobre a situação da inovação brasileira e colocou várias melhorias que precisam ser realizadas. A UFSCar trouxe uma pesquisa em andamento, a FORTEC 2019, realizada em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV-SP), mostrando os desafios das ICT´s, das empresas e do País para a inovação e uso da tecnologia. Por fim, a FAPESP foi comentando e questionando os convidados, como sobre a última Pesquisa de Inovação (PINTEC 2017).

No terceiro dia, 18/11, o Painel ‘Ciência e Tecnologia: O potencial brasileiro’,  a empresa CBMM conduziu a conversa, mostrando histórias profissionais dos convidados, e lembrando do Prêmio CBMM de Ciência e Tecnologia, que valoriza a inovação em ciência no País. Participaram João Fernando De Oliveira, Membro do Conselho de Administração, da CBMM;  Cesar Vitoria, vencedor do Prêmio CBMM Ciência – Infectologista Coordenador do Centro Internacional de Equidade em Saúde; Fernando Galembeck, vencedor do Prêmio CBMM Tecnologia – Doutor em Química e Professor IQ Unicamp (aposentado).

Eixo Pessoas

Ainda em 18/11, às 17h, dentro do Eixo Pessoas, tivemos uma discussão sobre a importância da cultura dentro da empresa para promover a inovação, do papel das lideranças internas, da necessidade das capacidades e competências da equipe e claro, de uma boa comunicação para poder envolver todos os níveis e alcançar e até superar as metas e manter a empresa unida e competitiva. Experiências sobre Comitê de Inovação interno e orientações para a Governança foram citadas. A audiência pode participar com perguntas respondidas pelos palestrantes, Rodrigo Miranda, Diretor de Operações da GAC Brasil e Durval Garcia, Gerente de Inovação da GAC Brasil; Anderson Oba, Diretor Comercial, Marketing e Inovação da Nitro e de Paulo Cesar Pavan, Vice-presidente sênior de R&I da Rhodia Brasil.

Na ocasião, foi lançado o Estudo ‘As Capacidades Organizacionais para Inovar’, onde a ANPEI e GAC Brasil convidam empresas de diferentes segmentos para a participação, sem custo. A pesquisa é digital e baseada na plataforma InnoSurvey®, inédita no País. Segundo Rodrigo Miranda,“todas as áreas da empresa são convidadas para responder um questionário de 15 minutos, com uma amostra de no mínimo 100 colaboradores. As capacidades de inovação são avaliadas por meio de 16 aspectos, e conseguimos ‘enxergar’ quais são os processos de inovação em andamento, os estilos de liderança, a cultura e as ‘personas’ parte da companhia. Os dados são processados utilizando Inteligência Artificial e Deep Learning, apoiados em Big Data e comparados com um banco de dados de empresas inovadoras do mesmo segmento, no mundo. Assim, geramos um diagnóstico com orientações para um planejamento estratégico de inovação e assessoramos toda a trajetória de adaptação ou mudança da empresa’, explica o executivo.

Eixo Empresas

O destaque do dia 19/11, do encerramento, no Eixo Empresas, no Auditório Principal, foi de Patrica Ellen, Secretária de Desenvolvimento Econômico do Governo do Estado de São Paulo. Com a apresentação ‘O olhar do Governo de SP para a estratégia de Inovação do Estado’, a convidada elencou as diversas ações em andamento para impulsionar o ambiente inovador no estado. Ellen afirmou que ‘a nossa aspiração é tornar São Paulo uma referência global de produtividade, ciência, tecnologia e inovação, estimulando o desenvolvimento econômico, competitividade e empreendedorismo, mas de uma forma sustentável, socialmente e ambientalmente’.

As principais ações citadas foram de criar condições para o aumento de lançamento de patentes, para a fundação de startups;  apoio às instituições de PD&I e universidades/Institutos de Ciência e Tecnologia; a criação do Centro Internacional de Tecnologia e Inovação – CITI, para colocar o Brasil na rede mundial da 4ª revolução Industrial  e tem como objetivo estruturar o Vale do Silício brasileiro; a atração de investimentos internacionais com o Programa Retomada 21/22, com a meta de atrair R$ 36 bilhões, focando nos projetos de infraestrutura, sendo um total de 19 os projetos em desenvolvimento pela Secretaria. Outro pilar do Governo é a qualificação, trabalho e empreendedorismo, pela expansão dos programas em andamento, entre outras frentes.

Em seguida, o Painel trazendo a evolução de modelo de negócio, inovação B2B e B2C de sucesso, open innovation e co-innovation, ICT`s e grandes empresas e a nova onda digital, apresentou as experiências de Daniel Moczydlower, President & CEO da EmbraerX e VP Innovation, Digital Transformation & New Business Development na Embraer; Rafael Navarro, Presidente ANPEI & Head of Knowledge Management da Braskem; Bruno Bragazza Gerente de Inovação, Novos Negócios e Propriedade Intelectual da BOSCH e Lidiane Oliveira, Diretora de Pesquisa e Inovação SOLVAY e Diretora ANPEI.

Foram propostas as seguintes discussões: Como evoluir o modelo de negócio para atender as novas realidades do mercado? Entre inovação em processo (B2B) e inovação em produto (B2C), quem realmente está aplicando na prática e com sucesso? O que é open innovation e coinnovation? Quais são as melhores práticas no relacionamento entre as startups e as grandes corporações? As práticas entre ICT’s e empresas grandes já estão maduras? Como entender a revolução da onda digital que estamos vivenciando?

Programação simultânea

Dentro da programação simultânea, a GAC Brasil apresentou seis palestras, sendo uma no Auditório Principal, com Magnus Penker, escritor e CEO da Innovation360, com o tema ‘Beyond Innovation Management. How Innovation is affected by People and Culture’. Os demais temas foram Estratégia da Inovação, Estrutura para a Inovação, Gestão da Inovação, Inovação Aberta e Fomento da Inovação e estão disponíveis no stand, no link bit.ly/conteudoexclusivoGAC-ANPEI2020.  O acesso ao evento será possível para os inscritos, a partir de 15 dias do final da transmissão (19/11).

Mais na Programação simultânea

A ENRICH In Brazil, nossa parceira, também esteve presente, com Filipe Casapo, Gerente Instituto de Inovação de Eletro-Química SENAI, Presidente Enrich in Brazil e Diretor ANPEI, discutindo o tema ENRICH in Brazil – Smart Cities, Smart Energy, com convidados.

Nesta seção, houve novamente a participação do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), representado por Paulo Alvim, Secretário de Empreendedorismo e Inovação, que apresentou o Painel ‘Política Nacional de Inovação e seus instrumentos’, mostrando todos os mecanismos atuantes que beneficiam tanto o setor público quanto o setor privado, para a inovação.

Sobre o InnoSurvey® – a plataforma foi lançada pela Innovation360, empresa com presença em Stockholm (Suécia, matriz), Toronto (Canadá), Nova York (Estados Unidos) e Sidney (Austrália). Trabalha com uma base de dados constituída por 10 anos integrando milhares de empresas inovadoras em mais de 100 países. É resultado de 30 anos de pesquisa em grandes universidades de Gestão da Inovação (Harvard, Insead, MIT). Possui uma tecnologia baseada na Inteligência Artificial e “Deep Learning” que realiza mais de 100 milhões de cálculos para cada diagnóstico.

Se você se inscreveu no evento e não conseguiu acompanhar toda a programação, lembramos que a Conferência ficará online 15 dias à partir de 19/11!

Debate, palestras, orientações e dicas preciosas: GAC Brasil na Conferência ANPEI 2020

Durante os 4 dias de evento apresentamos novidades, como o lançamento de uma das ferramentas de gestão estratégica da inovação mais avançadas do mundo

Como associados da ANPEI e patrocinadores oficiais da Conferência ANPEI 2020 – Inova_Impacta_Transforma, a GAC Brasil teve uma presença intensa durante o evento, online pela primeira vez. Apresentamos o Innosurvey® (veja matéria anterior no Blog), além de conteúdos exclusivos sobre Estrutura para Inovação, Estratégia da Inovação, Gestão da Inovação, Inovação Aberta e Fomento à inovação.

Em nosso stand virtual e também, dentro da programação, apresentamos seis palestras sobre inovação, sendo uma no Auditório Principal, com Magnus Penker, escritor e CEO da Innovation360, com o tema ‘Beyond Innovation Management. How Innovation is affected by People and Culture’.

Confira uma prévia sobre os temas apresentados:

Estratégia da Inovação

O primeiro tema, sobre a Estratégia da Inovação, trouxe os principais elementos para traçar um pensamento e um plano de Inovação de sucesso. Ao demonstrar como as organizações podem aproveitar principalmente o momento de crise para impulsionar a inovação, buscamos destacar a importância da adaptação às mudanças, além de mostrar de que forma o Innosurvey® pode colaborar nesta inteligência estratégica, como uma ferramenta inovadora de assessment e diagnóstico, inédita no Brasil.

Estrutura para a Inovação

O segundo tema abordou a Estrutura para a Inovação, de extrema importância para a definição das capacidades organizacionais, sejam elas internas ou externas. Apresentamos uma nova forma de avaliação das capacidades críticas para a ideação, a seleção de projetos, o desenvolvimento e a comercialização.

Gestão da Inovação

Gerenciar a inovação é coordenar e mobilizar recursos de parceiros internos e externos, a fim de explorar oportunidades tecnológicas e de mercado alinhadas com prioridades estratégicas de negócios. Assim, torna-se essencial para que seja realizado o planejamento estratégico e tático, com um cronograma das ações a serem realizadas, desde o diagnóstico e a assessoria completa – assessment – até a avaliação e ajustes para a continuidade, o pós-assessment. Possibilita assim o completo entendimento do estado da inovação dentro de uma empresa, análise do ponto de partida e definição de abordagem e ferramentas a serem utilizadas.

Durante a palestra, demonstramos principalmente os processos e sistemas que precisam ser mapeados e o modelo ISO de inovação – norma para garantir o que é ou não inovação, assim como apresentamos uma nova ferramenta, o Ideation360, plataforma SaaS que permite coletar, aglutinar e vincular ideias às iniciativas estratégicas, apoiadas em Inteligência Artificial. Esta ferramenta também é parte da empresa Innovation360, a qual a GAC Brasil é Golden Partner.

Inovação Aberta

O quarto tema, Inovação Aberta, destacou as diferentes formas de aplicação desta abordagem que está a cada dia mais presente nas organizações. É uma excelente fonte de melhoria de processos, serviços ou produtos, pois além de acelerar a inovação dentro e fora da empresa, permite o acesso a projetos que muitas vezes já foram testados, reduzindo a chance de erros mais graves.

A Inovação Aberta tem tido muito êxito e cases em grandes empresas – alguns trazidos pela Conferência – e encoraja os diferentes caminhos para mudar e expandir o modelo de negócio.

Fomento da Inovação 

Leis específicas de incentivo, financiamentos e subvenções foram criadas para o avanço contínuo da área de P&D. Geralmente, as empresas perdem estes recursos, alguns não reembolsáveis, por não conhecerem as fontes, não saberem redigir um projeto ou providenciar a documentação necessária. Nesta última palestra, apresentamos as principais fontes de fomento existentes hoje no ecossistema de inovação brasileiro e internacional, as etapas para obtenção de recursos públicos, o processo de captação e as possibilidades da conjugação destas diferentes fontes de fomentação.

‘As Capacidades Organizacionais para Inovar’

Na quarta-feira (18), a GAC Brasil realizou o lançamento de um estudo inédito no país, ‘As Capacidades Organizacionais para Inovar’ em parceria com a ANPEI, e com uma empresa que utilizou a plataforma InnoSurvey®., tecnologia digital base do Estudo.

O evento aconteceu durante a mesa-redonda no Eixo Pessoas, com Rodrigo Miranda, Diretor de Operações, e Durval Garcia, Gerente de Inovação, executivos da empresa, e com a presença de Anderson Oba, Diretor Comercial, Marketing e Inovação da Nitro e de Paulo Cesar Pavan, Vice-presidente sênior de R&I da Rhodia Brasil.

Se você se inscreveu, ainda pode conferir durante 15 dias, a partir de 19/11, todo o evento e o material exclusivo disponibilizado pela GAC Brasil em nosso stand virtual, na plataforma da Conferência ANPEI 2020. Em breve divulgaremos as palestras em nosso Canal no YouTube, se inscreva no nosso canal!

Gestão Estratégica da Inovação: como fazer utilizando diagnóstico com Inteligência Artificial e um novo modelo de consultoria

No dia 18/11, a GAC Brasil lançou um estudo inédito no país, As Capacidades Organizacionais para Inovar’ em parceria com a ANPEI, na Conferência ANPEI 2020 – Inova_Impacta_Transforma, evento online, que aconteceu de 16 a 19 de novembro, a qual fomos patrocinadores oficiais. Confira mais sobre a nossa participação aqui.

O lançamento do Estudo ocorreu durante a mesa-redonda – Round Table, no Eixo Pessoas, com Rodrigo Miranda, Diretor de Operações, e Durval Garcia, Gerente de Inovação, executivos da empresa, e com a presença de Anderson Oba, Diretor Comercial, Marketing e Inovação da Nitro e de Paulo Cesar Pavan, Vice-presidente sênior de R&I da Rhodia Brasil. A pesquisa é baseada na plataforma InnoSurvey® e está aberta aos interessados até o dia 04/12.

O evento esteve em sua 19ª edição e reúniu as principais autoridades, empresas, entidades de discussão, e/ou PD&I e/ou fomento, universidades, startups, pesquisadores independentes e investidores, discutindo a inovação baseada em três eixos: Empresas, Pessoas e País, com convidados nacionais e internacionais.

A participação da GAC Brasil na Conferência e a promoção deste Estudo pretende demonstrar que somente investir grandes somas de capital na inovação não é garantia de sucesso. Diversas pesquisas globais já demonstraram que apenas aumentar o montante investido em P&D não se traduzirá em um melhor desempenho econômico e financeiro pelas empresas. É fundamental que haja um alinhamento das capacidades de inovação com a estratégia empresarial.

Gestão Estratégica da Inovação: como fazer

Para fazer o direcionamento correto da inovação dentro de uma empresa, envolvendo inclusive um grande contigente de colaboradores e filiais espalhadas em vários locais, entendemos que é preciso fazer um diagnóstico diferente e mais eficiente que os atuais, e já existe uma tecnologia de ponta testada e aprovada por algumas das empresas mais inovadoras do mundo.

Segundo Rodrigo Miranda,“a assertividade da gestão começa na escolha da abordagem para entender o estado de inovação de uma empresa. Por isso, trouxemos para o Brasil o InnoSurvey®, a principal e mais avançada ferramenta de diagnóstico à inovação do mundo, elevando a análise dos dados a outro patamar. Todas as áreas da empresa são convidadas para responder um questionário de 15 minutos, com uma amostra de no mínimo 100 colaboradores. As capacidades de inovação são avaliadas por meio de 16 aspectos, e conseguimos ‘enxergar’ quais são os processos de inovação em andamento, os estilos de liderança, a cultura e as ‘personas’ parte da companhia. Os dados são processados utilizando Inteligência Artificial e Deep Learning, apoiados em Big Data e comparados com um banco de dados de empresas inovadoras do mesmo segmento, no mundo. Assim, geramos um diagnóstico com orientações para um planejamento estratégico de inovação e assessoramos toda a trajetória de adaptação ou mudança da empresa’, explica o executivo.

Se a sua empresa se interessou, fale conosco no e-mail contato@group-gac.com.br

Mais sobre o InnoSurvey® a plataforma foi lançada pela Innovation360, empresa com presença em Stockholm (Suécia, matriz), Toronto (Canadá), Nova York (Estados Unidos) e Sidney (Austrália). Trabalha com uma base de dados constituída por 10 anos integrando milhares de empresas inovadoras em mais de 100 países. É resultado de 30 anos de pesquisa em grandes universidades de Gestão da Inovação (Harvard, Insead, MIT). Possui uma tecnologia baseada na Inteligência Artificial e “Deep Learning” que realiza mais de 100 milhões de cálculos para cada diagnóstico.

Sobre o evento: a GAC Brasil é patrocinadora oficial. Em seu stand virtual e também, dentro da programação, apresenta seis palestras sobre inovação, sendo uma no Auditório Principal, com Magnus Penker, escritor e CEO da Innovation360, com o tema ‘Beyond Innovation Management. How Innovation is affected by People and Culture’. Os demais temas são Estratégia da Inovação, Estrutura para a Inovação, Gestão da Inovação, Inovação Aberta e Fomento da Inovação e estão disponíveis no stand, no link bit.ly/conteudoexclusivoGAC-ANPEI2020. Os inscritos no evento conseguem acessar toda a programação durante 15 dias, à partir de 19/11.

Finep e MCTI disponibilizam R$ 8 milhões para estruturação de Centros de Tecnologia e Inovação em materiais avançados

Iniciativa da Finep e MCTI visa apoiar Centros que contemplem o desenvolvimento de pesquisas tecnológicas e inovação aplicada

A Financiadora de Inovação e Pesquisa (Finep) e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) anunciaram a disponibilização de R$ 8 milhões, em recursos não reembolsáveis do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT), para apoio à estruturação de até dois Centros de Tecnologia e Inovação em Materiais Avançados.

Serão apoiadas propostas de Centros que contemplem o desenvolvimento de pesquisas tecnológicas e de inovação aplicadas, de forma conectada e integrada com outros agentes do sistema de inovação, como ICTs, empresas de diferentes portes e indústria, com especial atenção para o desenvolvimento de startups, seja a partir da geração de Spin-off ou da atração daquelas com capacidade de incorporar os resultados das pesquisas desenvolvidas pelo Centro, em seus produtos ou serviços.

Novas funcionalidades em produtos e processos tradicionais também serão passíveis de apoio, com a finalidade de aumentar o patamar tecnológico da cadeia nacional de fornecedores, priorizando, portanto, o desenvolvimento de engenharia nacional e a absorção de novas tecnologias vinculadas a ligas metálicas.

A linha temática deste edital se desdobra nos seguintes subtemas: Materiais avançados, como os derivados do grafite (nanotubos de carbono, grafeno e fulereno) e demais materiais bidimensionais (borofeno, germaneno, estaneno, fosforeno, siliceno, entre outros).

Segundo Alberto Dantas, diretor de Inovação da Finep/MCTI, a chamada pública tem como objetivo a proposição de centros dinâmicos, capazes de operar de forma aberta e sustentável, com modelos de absorção e transferência de conhecimento claros e viáveis do ponto de vista tecnológico e financeiro.

GAC Brasil realizou webinar sobre Materiais Avançados

Em julho deste ano (2020) realizamos um webinar em parceria com o Instituto SENAI de Inovação em Materiais Avançados e Nanocompósitos (ISI – SBC-SP). Com o tema ‘SAINDO DA CRISE: Como Desenvolver Projetos de Inovação Junto ao ISI, se utilizando de recursos públicos à inovação’.

O ISI mostrou de que forma pode ser parceiro no desenvolvimento dos projetos com a sua estrutura de laboratório de última geração. E a GAC Brasil explicou como as empresas se beneficiam com investimento público direcionado à inovação, tendo como base edital da FINEP com recursos não reembolsáveis e focado em materiais avançados.

Os convidados foram Anderson Maia, Coordenador de Relacionamento com a Indústria e Marketing do SENAI e especialista em polímeros e Gustavo Spina , Coordenador de Tecnologia do SENAI e um dos mais importantes pesquisadores brasileiros no tema abordado. Moderação de Durval Garcia, Gerente de Inovação da GAC Brasil.

Novo Edital

Através deste novo edital, a Finep e o MCTI esperam contribuir para uma política de Estado que eleve o desenvolvimento tecnológico e a inovação no País, visando a comercialização de produtos e serviços de alto valor agregado, de forma a reduzir o déficit tecnológico e atingir a soberania nacional no segmento de Materiais Avançados.

O formulário para Apresentação de Proposta estará disponível no site da Finep a partir de 26 de novembro. O prazo para envio de propostas por meio eletrônico vai até 1 de março de 2021. O resultado final está previsto para 1 de julho de 2021.

A GAC Brasil está à disposição para orientá-lo, mantê-lo atualizado e contribuir no fortalecimento da inovação dentro de sua empresa. Entre em contato conosco e fique por dentro de editais disponibilizados pela FINEP e outras grandes entidades financeiras.

Nossos canais:

E-mail – contato@group-gac.com.br

Telefone (11) 4858-9350 e WhatsApp (11) 99221-9019.

lançamento de um estudo inédito no país, ‘As Capacidades Organizacionais para Inovar’ em parceria com a ANPEI, na Conferência ANPEI 2020 – Inova_Impacta_Transforma, evento online.

No dia 18/11, (quinta-feira) às 17h, a GAC Brasil realiza o lançamento de um estudo inédito no país, As Capacidades Organizacionais para Inovar’ em parceria com a ANPEI, na Conferência ANPEI 2020 – Inova_Impacta_Transforma, evento online.

O lançamento será durante a mesa-redonda no Eixo Pessoas, com Rodrigo Miranda, Diretor de Operações, e Durval Garcia, Gerente de Inovação, executivos da empresa, e com a presença de Anderson Oba, Diretor Comercial, Marketing e Inovação da Nitro e de Paulo Cesar Pavan, Vice-presidente sênior de R&I da Rhodia Brasil. A pesquisa é baseada na plataforma InnoSurvey®.

O evento acontece de 16 a 19 de novembro, está em sua 19ª edição e reúne as principais autoridades, empresas, entidades de PD&I e fomento e universidades, discutindo a inovação baseada em três eixos: Empresas, Pessoas e País, com convidados nacionais e internacionais.

A GAC Brasil é patrocinadora oficial e em seu stand virtual e também, dentro da programação, apresenta seis palestras sobre inovação, sendo uma no Auditório Principal, com Magnus Penker, escritor e CEO da Innovation360, com o tema ‘Beyond Innovation Management. How Innovation is affected by People and Culture’. Os demais temas são Estratégia da Inovação, Estrutura para a Inovação, Gestão da Inovação, Inovação Aberta e Fomento da Inovação e estão disponíveis no stand, no link bit.ly/conteudoexclusivoGAC-ANPEI2020.

A participação da GAC Brasil na Conferência tem como pano de fundo demonstrar que somente investir grandes somas de capital na inovação não é garantia de sucesso. Diversos estudos globais já demonstraram que apenas aumentar o montante investido em P&D não se traduzirá em um melhor desempenho econômico e financeiro pelas empresas. É fundamental que haja um alinhamento de suas capacidades de inovação com sua estratégia empresarial.

‘As Capacidades Organizacionais para Inovar’

Esta qualidade nos investimentos e no retorno de inovação é obtida com uma Gestão Estratégica. Segundo Rodrigo Miranda,“a assertividade começa na escolha da abordagem para entender o estado de inovação de uma empresa. Por isso, trouxemos para o Brasil o InnoSurvey®, a principal e mais avançada ferramenta de diagnóstico à inovação do mundo, elevando a análise dos dados a outro patamar. Todas as áreas da empresa são convidadas para responder um questionário de 15 minutos, com uma amostra de no mínimo 100 colaboradores. As capacidades de inovação são avaliadas por meio de 16 aspectos, e conseguimos ‘enxergar’ quais são os processos de inovação em andamento, os estilos de liderança, a cultura e as ‘personas’ parte da companhia. Os dados são processados utilizando Inteligência Artificial e Deep Learning, apoiados em Big Data e comparados com um banco de dados de empresas inovadoras do mesmo segmento, no mundo. Assim, geramos um diagnóstico com orientações para um planejamento estratégico de inovação e assessoramos toda a trajetória de adaptação ou mudança da empresa’, explica o executivo.

Mais sobre o InnoSurvey® a plataforma foi lançada pela Innovation360, empresa com presença em Stockholm (Suécia, matriz), Toronto (Canadá), Nova York (Estados Unidos) e Sidney (Austrália). Trabalha com uma base de dados constituída por 10 anos integrando milhares de empresas inovadoras em mais de 100 países. É resultado de 30 anos de pesquisa em grandes universidades de Gestão da Inovação (Harvard, Insead, MIT). Possui uma tecnologia baseada na Inteligência Artificial e “Deep Learning” que realiza mais de 100 milhões de cálculos para cada diagnóstico.

Sobre a GAC Brasil – consultoria internacional especializada no fomento à inovação, faz parte da GAC Group, empresa fundada na França, presente em nove cidades deste país, e em seis países. Além da França, está na Alemanha, Bélgica, Canadá, Espanha, Romênia, Singapura e Brasil, onde possui os escritórios em São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre, estendendo a atuação por todos os estados do País. Inaugurou as suas operações brasileiras em 2011 e tem como foco a Estratégia e Gestão da Inovação, oferecendo consultoria para aprimorar a competitividade e o desempenho global das organizações de diferentes segmentos e áreas de atuação.

A GAC Group, com uma carteira de mais de 3 mil clientes no mundo, realiza análise técnica, fiscal, contábil e estratégica, e auxilia as empresas que investem em projetos inovadores a obterem planejamento tributário, incentivos fiscais e captação de recursos. Alguns de seus clientes no Brasil estão entre as maiores e mais renomadas empresas do Brasil. Acesse https://www.group-gac.com.br. LinkedIn  https://www.linkedin.com/company/gacbrasil

Capital Humano e Cultura são primordiais na Gestão da Inovação

Buscando agregar conhecimento internacional para a Conferência ANPEI 2020, a GAC Brasil tem como convidado, no auditório principal do evento, Magnus Penker, na palestra intitulada ‘Beyond Innovation Management: How Innovation is affected by People and Culture’ (Além da Gestão da Inovação: Como a Inovação é Influenciada por Pessoas e Cultura).

CEO do Innovation360, empresa a qual a GAC Brasil é Golden Partners, o executivo tem longa e sólida experiência como empresário, líder de inovação, sustentabilidade e transformação de negócios.

Nos últimos 10 anos, ele tem usado seus conhecimentos práticos e teóricos para desenvolver o InnoSurvey®, uma metodologia líder com banco de dados de inovação global que é usada para analisar e oferecer assessoria para empresas, líderes empresariais e cientistas em todo o mundo.

Em sua palestra, Penker apresenta o framework da inovação, que reúne um conjunto de fatores-chave (técnicos, organizacionais e culturais) que devem ser considerados a fim de promover, de maneira perene, o desempenho em inovação.

Este framework é avaliado por meio de uma tecnologia inédita no Brasil, a plataforma Innosurvey, que traz a “roda da inovação” um gráfico de radar composto de 16 eixos fundamentais para a inovação. Ela possui como objetivo restituir, de maneira imediata, o perfil inovador da organização, fazendo um profundo diagnóstico da situação da empresa.

Este diagnóstico é resultado de uma pesquisa aplicada a pelo menos cem colaboradores da empresa, de preferência de todas as áreas, que pode ser respondida em 15 minutos.

O executivo mostra que quando uma empresa decide inovar, precisa avaliar e trabalhar três vertentes: por quê, onde tem as questões de tipo de estratégia da inovação; o quê vai inovar – produtos, serviços, processos, outros –  e se possui as habilidades para inovar: estilos de liderança, cultura, personas, aspectos organizacionais, tipos de processos de inovação.

Como resultado do cruzamento das informações, o diagnóstico mostra de forma ampla qual é a Cultura de Inovação da empresa, indicando qual escopo, foco estratégico, estratégia de inovação, tipos de liderança, capacidades profissionais com forte relação para a estratégia e a liderança, competências e as métricas em questão, presentes no negócio – todos os dados divididos pelos três horizontes de inovação (no período de até dois anos; de três a cinco anos e de cinco a dez anos).

O Innovation360 Group tem sede em Estocolmo, Suécia e Nova York (EUA) e a GAC Brasil apresenta esta tecnologia inédita no País durante o evento da ANPEI.

Não perca e se inscreva no site oficial do evento: https://anpei.org.br/conferencia-2020/

 

 

Fapesc e Finep vão destinar mais de R$ 7,5 milhões para empresas catarinenses

Recursos serão utilizados para o desenvolvimento de novos produtos através do programa Tecnova II

A Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação de Santa Catarina (Fapesc) e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), do Governo Federal, anunciaram que vão destinar mais de R$ 7,5 milhões para contemplar 28 empresas em todo o Estado.

Os recursos serão usados para desenvolvimento de novos produtos pelo Tecnova II, programa da Finep com edital lançado em 2018, no qual cada empresa deve receber entre R$ 150 mil e R$ 300 mil para criação de uma solução tecnológica e inovadora ao longo de 24 meses. O objetivo é estimular o setor econômico e a geração de emprego e renda no Estado.

Segundo a governadora Daniela Reinehr, a preocupação atual é buscar alternativas que impulsionem os diferentes potenciais de Santa Catarina, especialmente por meio de parcerias entre o Governo do Estado e o Governo Federal. Ela ainda acrescenta que, a destinação desses recursos vai contribuir com o desenvolvimento de novas tecnologias, a fim de modernizar os diversos setores econômicos do Estado, gerando novos empregos e oportunidades para os catarinenses.

Fábio Zabot Holthausen, presidente da Fapesc, afirma que esses recursos vão ajudar empresas a desenvolverem novos produtos, bens ou processos com aplicações inovadoras, contribuindo, portanto, para o desenvolvimento de setores estratégicos no Estado.

O gerente da Finep, Vitor Kappel, ressaltou a importância da atuação da Fapesc para o fomento da inovação e a parceria que já completa 10 anos.

Fapesc anuncia próximo investimento

No mês passado, a Fapesc também anunciou que vai investir R$ 3,4 milhões para manutenção e abertura de novas incubadoras de tecnologia e inovação no estado, contemplando até 25 propostas.

A GAC Brasil apoia o seu projeto e presta auxílio na inclusão de editais direcionados ao fortalecimento da inovação, entre em contato conosco! Além de escritório na região Sudeste do país (SP e RJ), estamos presentes no Sul com escritório em Porto Alegre (RS).

Nossos canais:

E-mail contato@group-gac.com.br

Telefone (11) 4858-9350 e WhatsApp (11) 99221-9019.

Utilização de linhas de financiamento pode ampliar expectativa de crescimento no país nos próximos cinco anos

Utilização de linhas de financiamento pode ampliar expectativa de crescimento no país nos próximos cinco anos

Atualmente o Brasil ocupa a 66ª posição no ranking mundial de inovação, mantendo uma expectativa de grande crescimento nos próximos cinco anos. De acordo com um levantamento realizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), 1/3 dos empresários acreditam que o grau de inovação da indústria brasileira será entre alto ou muito alto até 2025.

Um dos principais caminhos para o alcance deste cenário é a utilização por linhas de financiamento. Os editais são de extrema importância para a inovação dentro das indústrias, afinal, as políticas públicas realizadas em conjunto por diversos setores, refletem em uma capacitação de fomento muito maior.

Embora o Brasil ainda trabalhe com poucas linhas de financiamento, há algumas muito importantes, como os editais de referência e grande alcance lançados pela FINEP/MCTI. Entre os editais com maior destaque, estão: R$ 10 milhões para o desenvolvimento de projetos na área de materiais avançados – que obteve uma demanda oito vezes maior do que o esperado, e o edital de R$ 50 milhões em subvenção econômica para tecnologias 4.0 – o qual resultou em uma demanda bilionária.

As empresas que aproveitaram os novos editais lançados neste ano e investiram em inovação, obtiveram um aumento significativo na produtividade. Devido a pandemia, o governo federal abriu principalmente linhas de financiamento direcionadas a soluções relacionadas à crise sanitária, como chamadas públicas de subvenção econômica à inovação lançadas pela Financiadora de Inovação e Pesquisa (Finep) e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) – FINEP/MCTI, Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (EMBRAPII) e pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Caso necessite de apoio para compreender o identificar e entender o funcionamento das principais linhas de financiamento destinadas ao alinhamento das capacidades inovativas de sua empresa, entre em contato com a GAC Brasil, consultoria especializada em fomento à inovação.

Nossos canais:

E-mail contato@group-gac.com.br

Telefone (11) 4858-9350 e WhatsApp (11) 99221-9019.

palestra apresentada pela GAC Brasil na Conferência ANPEI 2020   

Tema será discutido durante palestra apresentada pela GAC Brasil na Conferência ANPEI 2020 

O segundo tema que será apresentado em palestra pela GAC Brasil durante a Conferência ANPEI 2020, realizada entre os dias 16 e 19 de novembro, irá abordar a Estrutura para a Inovação.

A Estrutura para a Inovação é de extrema importância para o entendimento do estado de inovação da empresa e definição das capacidades organizacionais, sejam elas internas ou externas.

Para estruturar a inovação com sucesso é preciso muito mais do que apenas investimento. É necessária uma definição do planejamento estratégico a partir de diferentes abordagens, inserção de capacidades dinâmicas para eliminar obstáculos e a identificar os aceleradores em todas as fases de inovação, além do alinhamento da cultura empresarial.

A falta de estruturação organizacional ou até mesmo a resistência de hierarquias superiores, pode fazer com que grandes ideias permaneçam apenas no papel.

Durante o evento, apresentaremos uma forma de avaliação das capacidades críticas para a ideação, a seleção de projetos, o desenvolvimento e a comercialização. Você irá compreender como estabelecer a inovação dentro de sua empresa, qual é o melhor ponto de partida, que abordagem e ferramenta utilizar para tornar o trabalho claro e objetivo.

Nesse sentido, evidenciaremos a partir das perguntas: “Por que?”, “O quê?” e “Como?”  de que forma se estabelece um Framework para a inovação fundamentado em dois vetores – quais são as aspirações e quais são as habilidades. Assim, é possível construir as bases para sustentar e aperfeiçoar as capacidades de inovação na sua empresa.

InnoSurvey – a ferramenta de assessment com melhor desempenho do mercado

Vamos também apresentar o INNOSURVEY ©, uma tecnologia baseada em Inteligência Artificial e Deep Learning que já soma mais de 100 milhões de cálculos realizados para cada diagnóstico feito dentro das empresas. Mostraremos como direcionar e alinhar as aspirações da empresa com a sua capacidade de inovação, por meio do entendimento de sua cultura interna, para a definição de estratégias e elaboração de um processo sustentável no longo prazo. São 16 aspectos avaliados, com a aplicação do diagnóstico em formato de questionário online (respondido em 15 minutos) para todas as áreas da empresa.

Atualmente, é considerada a ferramenta de diagnóstico de inovação mais eficaz do mercado, com destaque na Europa e no mercado americano.

Ao todo, a plataforma INNOSURVEY © é resultado de 30 anos de pesquisa dentro das maiores universidades de Gestão da Inovação do mundo (Harvard, Insead, MIT), baseada num banco de dados incorporado por 10 anos de coleta de dados, que integra milhares de empresas inovadoras e cobre mais de 60 países.

Contamos com a sua presença em nosso stand virtual no maior evento de inovação do Brasil!

Nos acompanhe para os próximos temas e novidades!

Aproveite para conferir a programação completa do evento e realizar a sua inscrição:  https://anpei.org.br/conferencia-2020/