Publicado decreto que institui Política de Ciência, Tecnologia e Inovação de Materiais Avançados

Documento estabelece que o MCTI ficará responsável pela elaboração de plano para o desenvolvimento e inovação de materiais avançados no Brasil, por vigência de quatro anos

O Decreto nº 10. 746, que institui a Política de Ciência, Tecnologia e Inovação de Materiais Avançados e o Comitê Gestor de Materiais Avançados, foi publicado recentemente no Diário Oficial da União. O documento assinado pelo governo durante o evento de inauguração da maior fábrica de grafeno da América Latina, estabelece que o MCTI – Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações será responsável pela elaboração do Plano de Ciência, Tecnologia e Inovação de Materiais Avançados, com vigência de quatro anos. 

Conforme o decreto, o material avançado é aquele que, devido às suas propriedades intrínsecas ou ao seu processo tecnológico de preparação, possui a potencialidade de gerar novos produtos e processos inovadores de elevado valor tecnológico e econômico, de elevar o desempenho, de agregar valor ou de introduzir novas funcionalidades aos produtos e processos tradicionais.

O documento estabelece ainda que, a Política de Ciência, Tecnologia e Inovação de Materiais Avançados tem a finalidade de orientar o planejamento, as ações e as atividades de pesquisa, desenvolvimento tecnológico, inovação e empreendedorismo na cadeia de valor de materiais avançados no Brasil. O objetivo é agregar valor a produtos, serviços e processos para a promoção do desenvolvimento social e econômico.

A Política terá como objetivos, em relação a materiais avançados, fomentar a pesquisa, o desenvolvimento e a inovação tecnológica e estimular o empreendedorismo de base tecnológica; promover o domínio das tecnologias envolvidas na cadeia de valor associada aos minerais e à biomassa para a produção de materiais avançados; incentivar a capacitação, a formação e a fixação de recursos humanos especializados; promover a criação, a ampliação e a modernização de infraestruturas necessárias à cadeia de valor de materiais avançados; fortalecer a cooperação internacional na qualidade de agente acelerador do desenvolvimento setorial e promover a sua integração e a sua transversalidade com as políticas públicas setoriais.

O documento também institui o Comitê Gestor de Materiais Avançados, que será presidido pelo MCTI e também terá representantes dos Ministérios da Defesa, da Economia, da Agricultura Pecuária e Abastecimento, da Saúde, de Minas e Energia, do Meio Ambiente, além do Conselho Nacional de Secretários para Assuntos de Ciência, Tecnologia e Inovação e do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa.  O comitê será responsável por propor revisões, atualizações e programas, metas e prioridades de governo referentes aos materiais avançados.

A G.A.C. Brasil realizou um evento sobre materiais avançados em parceria com o SENAI de São Bernardo do Campo (SP), onde existe um Instituto SENAI de Inovação em Materiais Avançados (ISI),

que é aberto para estudar propostas e projetos da comunidade de inovação, empresários e pesquisadores.

Trazemos neste evento online os convidados Anderson Maia, Coordenador de Relacionamento com a Indústria e Marketing do SENAI, especialista em polímeros e Gustavo Spina Gaudêncio de Almeida, Coordenador de Tecnologia do SENAI e um dos mais importantes pesquisadores brasileiros nos temas abordados. Moderação de Durval Garcia, na época Gerente de Inovação da G.A.C. Brasil e atualmente Head de Inovação na empresa.

Assista aqui o webinar SAINDO DA CRISE: Como Desenvolver Projetos de Inovação Junto ao ISI https://youtu.be/vJEcn2QQjcE e se quiser desenvolver seu projeto neste setor, conte com a nossa assessoria!

Facebook
Twitter
LinkedIn
Email

Artigos em Relacionamento

Chamada Pública para pesquisa no Sistema Amazônico de Laboratórios Satélites

Chamada Pública para pesquisa no Sistema Amazônico de Laboratórios Satélites

Chamada do MCTI em parceria com o CNPq é a primeira a financiar pesquisas que utilizarão laboratórios flutuante e terrestre do Sistema O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) abriram uma nova chamada, voltada à pesquisa no Sistema Amazônico de Laboratórios Satélites (SALAS). Com

chamadas nas áreas de saúde e biotecnologia

MCTI, FINEP e CNPq anunciam chamadas nas áreas de saúde e biotecnologia

Editais divulgados em transmissão ao vivo contam com recursos do FNDCT Na última quinta-feira (28), o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações anunciou, junto aos presidentes da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) e Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), novas chamadas públicas com uso do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

Startups japonesas buscam emplacar parceiras e negócios no Brasil

Startups japonesas buscam emplacar parceiras e negócios no Brasil

Selecionadas pela Jetro São Paulo por meio do programa ScaleUp in Brasil, empresas são das áreas de energia, tecnologia limpa, agro, finanças e saúde As startups japonesas, que já davam passos tímidos em direção ao mercado brasileiro, foram selecionadas pela Japan External Trade Organization (Jetro) e chegam ao Brasil com o objetivo de buscar parceiros

pt_BRPortuguese
Rolar para cima