Posts

Programa Tecnova II recebe 93 propostas de inovação

Número representativo de projetos enviados mostra o grande potencial inovador do Paraná. Iniciativa conta com um recurso total de R$ 9,5 milhões

O Governo do Estado do Paraná recebeu 93 submissões de propostas de inovação para o Programa Tecnova II. Através do recurso total de R$ 9,5 milhões, será possível destinar a subvenção econômica de até 25 projetos de inovação tecnológica.

Segundo o coordenador da área de Inovação da Fundação Araucária, Luis Guilherme Brandt Goetzke, o número representativo de projetos enviados demonstram o forte avanço das políticas públicas de inovação do Paraná, mesmo em tempos de pandemia. 

Ele acrescenta que, também foi possível identificar propostas que tenham como base o desenvolvimento de novas soluções que visem o combate e o enfrentamento da pandemia da Covid-19, fazendo jus ao compromisso de geração de riqueza e promoção do bem-estar social assumido pelo Governo do Estado.

As três cidades com mais propostas submetidas para o Programa Tecnova II foram Curitiba, Londrina e Maringá.

O tema que recebeu propostas em maior número foi Tecnologia da Informação e Comunicação, seguido da Metalmecânica/Eletroeletrônica, Agronomia, Saúde e Energias Alternativas.

Das 93 propostas, aproximadamente 12% são voltadas para projetos de pesquisa e inovação que visam contribuir no desenvolvimento de novas soluções com foco emergencial no enfrentamento da pandemia da CovidF-19 e suas consequências, e outras síndromes respiratórias agudas graves. 

Sobre o Tecnova II

O programa tem como objetivo constituir uma oportunidade de projetar o setor produtivo estadual no contexto nacional de incentivo à inovação tecnológica, ao identificar novas ideias e estimular novos talentos, muitas vezes anônimos, presentes no âmbito das micro e pequenas empresas paranaenses.

Executado pela Fundação Araucária e a Financiadora de Estudos e Projetos do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (Finep-MCTI), conta com o apoio das Superintendências Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti), Superintendência Geral de Inovação (SGI), do Sebrae/PR e do Senai/PR. 

A GAC Brasil auxilia empresas privadas com estudos de viabilidade, uso otimizado da Lei do Bem e as melhores opções de financiamento para PD&I.

Além de escritório na região Sudeste do país (SP e RJ), estamos presentes no Sul, com escritório em Porto Alegre (RS).

Entre em contato conosco para receber mais informações.

Nossos canais:

E-mail contato@group-gac.com.br

Telefone (11) 4858-9350 e WhatsApp (11) 99221-9019.

Utilização de linhas de financiamento pode ampliar expectativa de crescimento no país nos próximos cinco anos

Utilização de linhas de financiamento pode ampliar expectativa de crescimento no país nos próximos cinco anos

Atualmente o Brasil ocupa a 66ª posição no ranking mundial de inovação, mantendo uma expectativa de grande crescimento nos próximos cinco anos. De acordo com um levantamento realizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), 1/3 dos empresários acreditam que o grau de inovação da indústria brasileira será entre alto ou muito alto até 2025.

Um dos principais caminhos para o alcance deste cenário é a utilização por linhas de financiamento. Os editais são de extrema importância para a inovação dentro das indústrias, afinal, as políticas públicas realizadas em conjunto por diversos setores, refletem em uma capacitação de fomento muito maior.

Embora o Brasil ainda trabalhe com poucas linhas de financiamento, há algumas muito importantes, como os editais de referência e grande alcance lançados pela FINEP/MCTI. Entre os editais com maior destaque, estão: R$ 10 milhões para o desenvolvimento de projetos na área de materiais avançados – que obteve uma demanda oito vezes maior do que o esperado, e o edital de R$ 50 milhões em subvenção econômica para tecnologias 4.0 – o qual resultou em uma demanda bilionária.

As empresas que aproveitaram os novos editais lançados neste ano e investiram em inovação, obtiveram um aumento significativo na produtividade. Devido a pandemia, o governo federal abriu principalmente linhas de financiamento direcionadas a soluções relacionadas à crise sanitária, como chamadas públicas de subvenção econômica à inovação lançadas pela Financiadora de Inovação e Pesquisa (Finep) e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) – FINEP/MCTI, Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (EMBRAPII) e pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Caso necessite de apoio para compreender o identificar e entender o funcionamento das principais linhas de financiamento destinadas ao alinhamento das capacidades inovativas de sua empresa, entre em contato com a GAC Brasil, consultoria especializada em fomento à inovação.

Nossos canais:

E-mail contato@group-gac.com.br

Telefone (11) 4858-9350 e WhatsApp (11) 99221-9019.

Imagem ilustrativa. Suporte ventilatório mecânico

Novo modelo é indicado para suporte ventilatório mecânico intermitente ou contínuo de pacientes adultos e pediátricos.

A Finep, Financiadora de Inovação e Pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), divulgou o apoio de R$ 7,5 milhões em recursos reembolsáveis, destinados a Alliage S.A Indústrias Médico Odontológica, empresa com sede em São Paulo que está desenvolvendo um novo ventilador pulmonar, equipamento essencial no tratamento de pacientes com a Covid 19.

O modelo a ser fabricado pela Alliage busca suprir a falto nos hospitais e é indicado para suporte ventilatório mecânico intermitente ou contínuo de pacientes adultos e pediátricos. O equipamento compacto, silencioso e leve (4,5 kg), vai contar com uma capacidade de fornecimento de 400 unidades/mês e uma bateria interna de lítio que proporciona até 11 horas de operação do ventilador e possui um indicador, em tempo real, que mostra o quanto ainda resta de carga na bateria em horas e minutos.

Além disso, ele vai permitir a portabilidade de dados através de um dispositivo de memória USB, do ventilador domiciliar para o computador do médico. Os parâmetros do ventilador e as configurações de alarme também são interligados de forma a reduzir o risco de configurações clinicamente inadequadas.

Segundo o diretor de Inovação da Finep/MCTI, Alberto Dantas, trata-se de uma inovação de alta relevância para a sociedade e principalmente para a população infectada pelo novo coronavírus, pois representa a chegada ao mercado de novos equipamentos de suporte ao tratamento de doentes em estado grave.

Se a sua empresa possui algum projeto em andamento e/ou deseja fazer parte do combate ao Covid-19 com o apoio da FINEP, além de outros recursos reembolsáveis, entre em contato conosco!  A GAC Brasil é referência em consultoria de inovação, e auxilia a sua empresa na obtenção destes recursos.

Nossos canais:

E-mail contato@group-gac.com.br

Telefone (11) 4858-9350 e whatsapp (11) 99221-9019.

Convênio vai destinar R$ 4,47 milhões para pesquisas na área de fármacos e outras ações de enfrentamento ao novo coronavírus.

A Finep-MCTIC assinou, recentemente, um convênio com o Centro Nacional de Pesquisa em Energias e Materiais – CNPEM, no valor de R$ 4,47 milhões, destinado ao desenvolvimento de pesquisas na área de fármacos e demais ações relacionadas ao enfrentamento do novo coronavírus. Esta operação dá origem a era digital na empresa, com o primeiro convênio assinado 100% em ambiente virtual.

A partir da implementação de uma transformação digital na Finep-MCTIC, a empresa espera alcançar um patamar eficiente demandado pelos desafios impostos pelos novos tempos. A agilidade promete garantir ações que venham assegurar o controle da pandemia do coronavírus, além de promover e facilitar a pesquisa no Brasil para desenvolvimento de tratamentos e equipamentos eficazes na cura da doença.

Atualmente, existem 36 estudos clínicos registrados na base governo, que buscam reposicionar fármacos para o tratamento da Covid-19. Os recursos serão aplicados pelo CNPEM em seis linhas de pesquisa, envolvendo a seleção de fármacos com potencial antiviral contra a Covid-19, a obtenção de uma linhagem de Sars-Cov-2 isolada de pacientes brasileiros, e ensaios com o vírus em ambiente de biossegurança, para produzir e determinar a sua estrutura e proteínas. Por meio de ferramentas avançadas de biologia computacional e inteligência artificial, os cientistas do CNPEM testaram dois mil medicamentos para ver a interação com enzimas que fazem a replicação do vírus. Desse total, cinco foram considerados promissores.

Sobre o CNPEM

O Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) é uma Organização Social supervisionada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). É responsável pela gestão dos Laboratórios Nacionais de Luz Síncrotron (LNLS), de Biociências (LNBio), de Biorrenováveis (LNBR) e de Nanotecnologia (LNNano).

Entendemos que o investimento em pesquisa, desenvolvimento e inovação é uma essencial no enfrentamento ao novo coronavírus. Como consultoria especializada no fomento à inovação, a GAC Brasil ajuda a sua empresa na inserção de um modelo de gestão da inovação eficaz, além de incentivos fiscais que se tornam grandes aliados, principalmente, neste momento.

Entre em contato conosco para receber mais informações.

Nossos canais:

E-mail contato@group-gac.com.br

Telefone (11) 4858-9350 e whatsapp (11) 99221-9019.