Tecnologia 5G já é realidade e deve causar impactos positivos no Brasil

Lançamento da tecnologia que promete mais conectividade deve acontecer após o leilão das frequências realizado pela Anatel, entre maio e junho de 2021

A implementação do 5G está cada vez mais próxima da realidade, visto que todas as operadoras já iniciaram seus testes no Brasil e sua chegada oficial ao país acontecerá após o leilão das frequências de 700 MHz, 2,3 GHz, 3,5 GHz e 26 GHz pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), entre maio e junho deste ano.

A ultra velocidade já pode ser experimentada em algumas cidades do Brasil, devido ao lançamento de redes 5G dentro das frequências existentes, baseadas em uma tecnologia chamada DSS (compartilhamento dinâmico de espectro, na sigla em inglês), já realizado por algumas operadoras de telefonia. Através desta ação é possível compartilhar, de forma dinâmica, o espectro 3G e 4G não utilizado para prestar o serviço 5G.

Os testes iniciais apontam para velocidades entre 100 Mbps e 400 Mbps, demonstrando eficiência acima da melhor rede 4G de telefonia. Porém, o 5G DSS ainda demanda de uma banda contínua e dedicada para ser considerada experiência “pura”.

O 5G permitirá uma taxa de transmissão de dados para os telefones até centenas de vezes maior do que a atual, já na casa dos gigabytes por segundo, e uma latência (teórica) de até 1 milissegundo – atualmente, com o 4G, a latência está perto de 80 milissegundos.

Atualmente, Brasília é a cidade considerada mais “coberta”, por receber o lançamento dos testes 5G DSS, das quatro principais operadoras do Brasil – Tim, Vivo, Claro e Oi.  São Paulo e Rio de Janeiro também possuem pontos com ultra velocidade, bem como Belo Horizonte, Salvador, Curitiba, Belém, Goiânia, Manaus, Porto Alegre, São Luís, Rio Verde (GO), Campinas (SP), Guarulhos (SP), Santo André (SP), Santos (SP), São Bernardo do Campo (SP) e São Caetano do Sul (SP).

Edital de 5G

O edital promete catalisar uma discussão proposta pelo relator Carlos Baigorri, que teve início em 2020 e deve ganhar força neste ano: de que maneira a Anatel pode garantir acesso do espectro a players que hoje não têm autorização de uso nas faixas mais nobres, ou que não tenham condições de participar de leilões nacionais.

Conforme a proposta colocada pela área técnica e mantida pelo relator, todos os vencedores do edital deverão “a partir de 1º de janeiro de 2026, expedir e manter disponível oferta pública de direito de uso de radiofrequências, (…) em todos os municípios em que houver ausência do seu uso, em sistema indicado pela Anatel, com vistas a permitir o uso da faixa, em caráter secundário, por terceiro interessado”, diz o item 10.1 do Anexo IV.

Para conferir a minuta de Edital, acesse: https://bit.ly/3a7TIcT

Deseja saber como aplicar um projeto estratégico e tornar a sua empresa mais inovadora?

A GAC Brasil é uma consultoria especializada, que oferece uso otimizado da Lei do Bem, as melhores opções de financiamento para PD&I e aplicação de Assessment por meio de Inteligência Artificial e Deep Learning.

Entre em contato conosco através dos canais:

E-mail contato@group-gac.com.br

WhatsApp (11) 9-9221-9019    Telefone (11) 4858-9350